Blog

Blog Maxiplásticas

Lipoaspiração e lipoescultura: saiba como essas cirurgias podem deixar seu corpo mais definido

Pegar pesado na dieta e frequentar a academia não estão queimando suas gorduras localizadas? Calma, isso não significa que você está cuidando do seu corpo de forma errada. Algumas pessoas têm tendência a acumular gordura, mesmo quando estão na faixa de peso normal. Nestes casos, a lipoaspiração é uma ótima alternativa para conquistar o corpo perfeito.

A cirurgia de lipoaspiração é realizada para definir o contorno do abdômen, coxas, glúteos, braços, quadris e culotes através da remoção do tecido adiposo (gordura) nas regiões de acúmulo. Ao contrário do que muitos pacientes imaginam, a técnica não emagrece. O que acontece é a redução do volume de gordura, relativamente sem impacto sobre os quilos. Para passar pela cirurgia, a paciente não deve ter excesso de gordura localizada ou flacidez da pele. O percentual de tecido retirado indicado pelos médicos é de, no máximo, 7%, conforme o índice de massa corporal (IMC) de cada pessoa.

Caso você esteja em dúvida se adianta passar pelo procedimento cirúrgico antes de engravidar, a resposta é sim! A cirurgia tem resultados muito positivos quanto feita no período que antecede a maternidade, justamente porque a retirada da gordura prepara o corpo feminino para as mudanças da gestação. Segundo especialistas, o efeito de elasticidade da pele no pós-parto tem proporções menores em mulheres com histórico de lipo.

Antes de qualquer coisa, seu organismo precisa estar saudável para cirurgia. Procure praticar exercícios físicos com antecedência ao evento e evite a ingestão de bebidas alcoólicas, cigarro e medicamentos anticoagulantes, como acetilsalicílico.

A lipoaspiração pode ser feita com anestesia geral, peridural ou local, dependendo da quantidade de regiões modificadas. Em geral, as cicatrizes são bem pequenas e medem cerca de meio centímetro. Após o procedimento, a paciente deverá ficar internada no hospital por uma noite, recebendo alta no dia seguinte conforme a melhora. Depois da retirada das cânulas, usadas para sugar gordura, o uso da cinta cirúrgica é obrigatório durante toda a recuperação, até suspensão médica.

Você também pode aproveitar a oportunidade para definir partes do seu corpo com a lipoescultura. Nela, a gordura retirada no procedimento de lipoaspiração é processada e purificada, transformando-se em enxerto para aumentar ou preencher os glúteos e vincos do rosto.

É preciso ter mais de 16 anos para realizar a cirurgia, que dura em torno de 3 horas. Logo nos primeiros dias do pós-operatório é comum o aparecimento de manchas, inchaço e dor na região modificada. Isso é natural, e faz parte da recuperação. Os desconfortos costumam desaparecer em 20 dias. E caso você esteja pensando nas possíveis cicatrizes depois da lipoescultura, fique tranquila! Elas são muito discretas, cerca de 1 cm de dimensão.

Fazer as duas cirurgias juntas traz resultado de forma muito mais rápida, mas não faça confusão com os nomes: a lipoaspiração é realizada para resolver o acúmulo de gordura localizada, enquanto a lipoescultura não retira nenhuma substância corporal, apenas implanta a gordura já retirada em regiões que podem ser preenchidas.

Quer saber mais sobre lipoaspiração e lipoescultura, entre em contato com a MaxiPlástica por email ou pelo WhatsApp.

A Clínica oferece técnicas cirúrgicas atuais e menos invasivas, proporcionando uma recuperação mais saudável.