Blog

Blog Maxiplásticas

Mamoplastia de aumento e Mastopexia: entenda a diferença

Existe uma grande diversidade de procedimentos estéticos para a região das mamas. Justamente por isso, não é incomum que as pacientes confundam as técnicas cirúrgicas, o que pode atrapalhar na decisão da cirurgia.  

Mamoplastia de aumento e Mastopexia, por exemplo, são popularmente consideradas operações similares. Sendo assim, preparamos este material para explicar as principais diferenças entre essas cirurgias, além de táticas para identificar qual é o melhor procedimento para você.

BAIXE GRATUITAMENTE: Cirurgia Plástica: Guia definitivo de pré e pós-operatório

De forma prática, a diferença entre mamoplastia de aumento e mastopexia está no volume dos seios. A mamoplastia de aumento consiste na colocação de implantes de silicone para dar firmeza e volume às mamas. Já a mastopexia (ou lifting de mama) tem como propósito corrigir a flacidez sem alterar o volume, através do reposicionamento da aréola e do tecido mamário.

A seguir, você confere as especialidades de cada uma delas:

Mamoplastia de aumento:

A técnica é recomendada para mulheres com mamas pequenas ou que sofreram alteração no formato, devido à gravidez ou perda de peso. Além disso, ela também é indicada quando a paciente tem seios desproporcionais ou precisou retirar parte da mama por conta de um câncer.

O procedimento é realizado sob anestesia geral, com duração média de 45 minutos a 1 hora. A internação costuma durar de 1 a 2 dias, dependendo do regime de internação da paciente.

Antes de realizar a mamoplastia de aumento, é necessário:

  • Fazer exames de sangue para verificar se você está saudável;
  • Fazer exames de ultrassom e mamografia;
  • Mulheres acima de 40 anos devem apresentar um eletrocardiograma;
  • Parar de fumar pelo menos 15 dias antes;
  • Evitar medicamentos como aspirina, anti-inflamatórios e remédios naturais nos 15 dias anteriores ao procedimento, já que os produtos podem potencializar o sangramento.

Essa cirurgia acaba sendo a mais popular em termos de procura, pois está associada à implantação de silicone. Porém, é importante frisarmos que a mamoplastia de aumento não resolve o aspecto de seios caídos. 

Mastopexia:

A flacidez, fenômeno que leva à mastopexia, pode derivar de diferentes aspectos, como envelhecimento, gravidez, amamentação, oscilações de peso, ação da gravidade e hereditariedade.

Por isso, a operação busca resgatar a simetria das mamas e retirar o excesso de pele concentrado na área. O procedimento pode durar de 1 a 4 horas, e a paciente pode receber alta hospitalar no mesmo dia da operação.

Para fazer essa cirurgia, é indispensável seguir as mesmas recomendações médicas descritas na mamoplastia de aumento.

Pós-operatório das cirurgias para as mamas

O pós-operatório de cirurgias mamárias segue basicamente o mesmo padrão. As orientações para uma recuperação rápida e saudável incluem:

  • Retirar os pontos entre sete a 15 dias após a cirurgia;
  • Usar um sutiã especial para sustentar os seios durante o mês seguinte à operação, a fim de protegê-los contra impacto e auxiliar na cicatrização;
  • Permanecer com os curativos por 30 a 60 dias;
  • Evitar esforços físicos, como carregar peso, dirigir e praticar exercícios físicos, por um mês;
  • Evitar a exposição solar por um mês.

Vale reforçar que antes de qualquer escolha, você deve consultar um cirurgião de confiança e alinhar suas expectativas com este profissional. 

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco pelo site ou pelo WhatsApp e marque sua consulta. Confira todos os procedimentos que oferecemos aqui.