Blog

Blog Maxiplásticas

Mitos e verdades sobre cirurgia plástica

Se você está programando uma cirurgia plástica, já deve ter escutado diversas opiniões sobre os prós e os contras. Independente da sua escolha, qualquer procedimento estético implica em planejamento prévio.

Está na hora de entender os mitos e verdades por trás das cirurgias. No blog de hoje, a MaxiPlástica explica as dúvidas mais frequentes entre as pacientes que desejam transformar o visual. 

Cirurgia plástica é indicada exclusivamente para melhorar a aparência?

Mito. Embora sejam popularmente conhecidas pela mudança na aparência física, existem procedimentos que são indicados para corrigir funções específicas e melhorar a saúde. A rinoplastia, a reconstrução mamária e a otoplastia são exemplos de como a cirurgia plástica pode ajudar o paciente a conquistar qualidade de vida nas atividades do dia a dia.

Não praticar exercícios físicos interfere no resultado final da cirurgia plástica? 

Verdade. O sedentarismo, principal causa de doenças cardiovasculares e obesidade, impede que os efeitos da cirurgia sejam duradouros. Como consequência, os procedimentos realizados nas áreas do abdômen, glúteos e coxas dificilmente terão sucesso após alguns meses se o paciente não realizar nenhuma atividade física.

O uso de anticoncepcionais, álcool, cigarro e outras substâncias também aumenta consideravelmente os riscos durante a operação. Informe o cirurgião sobre o uso de medicamentos controlados ou qualquer doença, seja ela crônica ou não.

Lipoaspiração ajuda a perder peso?

Mito. A lipoaspiração tem como principal finalidade a remoção de gorduras localizadas, garantindo uma silhueta mais fina e curvilínea. A cirurgia serve para modelar o contorno corporal e interfere muito pouco no peso do paciente, já que as substâncias aspiradas são retiradas em pequena escala.

Além de uma rotina de atividades físicas, o paciente deve consultar um nutricionista para elaborar uma dieta personalizada e de acordo com suas necessidades nutricionais.

Qualquer pessoa pode realizar uma cirurgia plástica?

Mito. Antes de tomar qualquer decisão, você deve considerar a questão física e psicológica de passar por uma cirurgia plástica. É preciso refletir se você está preparada para aceitar as futuras mudanças no seu corpo e lidar com todas as responsabilidades do processo de recuperação. 

Atenção para as doenças preexistentes, como diabetes, hipertensão arterial e colesterol alto. Elas podem inviabilizar o procedimento quando não tratadas corretamente. Alinhe suas expectativas com o médico cirurgião e procure equilibrar o resultado dos exames com o lado psicológico.

Mulheres que acabaram de ter filho devem evitar cirurgias plásticas?

Verdade. O período pós-parto não é indicado para operações. Especialistas recomendam que a paciente aguarde cerca de nove meses após o nascimento da criança para realizar qualquer procedimento estético. Nesse período, cinco meses são contados depois do parto e mais três após a interrupção da amamentação.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco pelo site ou pelo WhatsApp e marque sua consulta. Confira todos os procedimentos que oferecemos aqui.