Blog

Blog Maxiplásticas

Saiba como adaptar a dieta para a cirurgia plástica

Não é segredo que cuidar da alimentação é um dos caminhos para uma vida saudável. Mas quando o assunto é cirurgia plástica, a atenção com a dieta precisa ser redobrada. 

Logo quando o paciente decide fazer um procedimento estético, começa a fase de preparo do organismo. Através de uma alimentação equilibrada, prescrita de acordo com as necessidades de cada pessoa, o cirurgião inicia o processo de adaptação. Este passo é essencial para que seu corpo encare bem as mudanças e não rejeite a intervenção.

O controle alimentar deve ser mantido do pré-operatório até o final da recuperação. Será preciso controlar a quantidade ingerida e o valor nutricional de cada alimento, no sentido de complementar a alimentação com as vitaminas e minerais necessários. 

A seguir, separamos as recomendações que valem para qualquer procedimento estético:

O que não fazer

Produtos industrializados e que contenham gordura saturada e açúcar refinado devem ser evitados durante todo o tratamento, assim como embutidos e enlatados. Portanto, nada de fast food, refrigerantes, doces, carnes gordas, frituras e molhos prontos.

Esses alimentos atrapalham o processo de cicatrização e comprometem o sistema imunológico. Vale ressaltar, também, que o sal deve ser moderado nesse período. Isso porque o sódio incentiva a retenção de líquido, o que pode aumentar a sensação de inchaço.

Dieta recomendada

  • Carnes magras e peixes: As proteínas são ótimas aliadas na cicatrização e recuperação dos tecidos devido ao desempenho na produção de colágeno. 
  • Ingira líquidos: A hidratação é fundamental para diminuir o inchaço. Recomenda-se beber, pelo menos, oito copos de água por dia. 
  • Tipos de gordura: Alimentos ricos em ácidos graxos, ômega 3 e óleos vegetais auxiliam na cicatrização e evitam reações inflamatórias.
  • Aves, peixes, feijão, lentilha e ervilha: Ricos em ferro, eles atuam contra a incidência de anemia e têm mais resultado no pós-operatório.
  • Vitamina C: Ajudam na produção de colágeno, aumento da imunidade e absorção de ferro. Pode ser ingerida em frutas cítricas (laranja, morango, abacaxi, acerola, limão) e vegetais verde-escuro.
  • Pão integral, legumes e frutas: Além de auxiliar no funcionamento da flora intestinal, as fibras presentes nesses alimentos melhoram a circulação sanguínea e possuem propriedades cicatrizantes.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco pelo site ou pelo WhatsApp e marque sua consulta. Confira todos os procedimentos que oferecemos aqui.